Como funcionam os motores de injeção direta

Carlos Hess, engenheiro da Ford explica que os motores a injeção direta promoveram uma grande evolução em termos de consumo e desempenho nos automóveis. Isso porque eles são capazes de dosar a quantidade de ar e combustível dentro da câmera de combustão de forma extremamente precisa.

“Diferentemente dos motores de injeção eletrônica indireta, o combustível é injetado diretamente na câmera de combustão e não no coletor de admissão. Além disso, graças ao gerenciamento eletrônico, todo processo de distribuição de queima é feito na quantidade e no tempo adequados”.

Em outras palavras, essa tecnologia proporciona menos perda de energia no processo de combustão e, portanto, maior rendimento. Para se ter uma ideia, Hess cita o caso do novo motor 2.0 Duratec Direct Flex, que equipa o Focus 2014. “Graças ao uso da injeção direta combinada à tecnologia bicombustível, conseguimos reduzir o consumo em 10% e aumentar a potência em 20%, em relação à geração anterior”.


Warning: extract() expects parameter 1 to be array, boolean given in /home/fabioeva/public_html/wp-content/plugins/ptc-instag-widget/ptc-instag-widget.php on line 115
%d blogueiros gostam disto: